Fé pra hoje!

 Por Aender Borba


Os ensinos de Jesus foram muito além do que os mais religiosos de sua época poderiam compreender. À época, a mensagem do judeu de Nazaré, para alguns, parecia dura e inatingível, para outros, carregada de vida e de coerência, especialmente porque proclamava um retorno à fé necessária para viver em obediência e devoção um dia de cada vez: "não se preocupem com o dia de amanhã, pois ele trará suas próprias preocupações". Há uma tendência humana de pensar na fé somente quando o futuro está incerto ou quando estamos submetidos às circunstâncias que fogem ao controle. Afinal, quem precisa de fé si possui um emprego estável ou si acumulou um fundo de reserva financeira para os próximos 12 meses? Nada errado com as reservas financeiras e as estabilidades materiais, desde que essas coisas não se tornem a fonte da nossa segurança e, ao se confundirem com a natureza da fé genuína, se tornem fins e não meios que nos mobilizam a obedecer a Deus e sua Palavra, mesmo nas horas em que a escuridão oculta o caminho à nossa frente. Isso porque ter fé não é não esperar que algo se materialize diante de seus olhos de acordo com as nossas vontades, antes, ela nos ensina a orar: "seja feita a tua vontade". Fé não é um dispositivo mental que usamos para controlar o futuro; a fé é para hoje. É parte da consciência de que devemos andar com Deus, momento a momento, e compreender que absolutamente tudo vem de suas mãos; que "basta a cada dia o seu mal". Somente a fé nos traz segurança verdadeira de que nossa vida e nosso destino pertencem a Deus e não a nós mesmo. A fé consiste em fazer o que Deus nos manda fazer, mesmo que as instruções pareçam perigosas, como por exemplo, não andar "ansioso pelo que haveremos de comer ou vestir", pois ele cuida de nós! É essa consciência diária que nos move a fazer e realizar qualquer coisa, sabendo que ele cuida de nós e será sempre fiel, ainda que sejamos infiéis.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Orar com o Salmo 23

Retratação Pública - 4 anos depois

Nascerá o Sol da Justiça