Por Aender Borba

Recorrentemente sou questionado sobre como consigo lidar com a prática da psicologia e a vocação pastoral; que alguns pensam se reduzir ao aconselhamento. Para quem não sabe, psicólogos brasileiros são proibidos por lei de dar conselhos, e até onde me consta, nem existe a cadeira de aconselhamento nos cursos de psicologia. Logo cedo aprendi com o querido professor José Paulo Giovanetti que sem uma visão de homem (mais tarde, aprendi que o nome disso é antropologia filosófica) não é possível cuidar de seres humanos. Fico impressionado como a maioria dos psicólogos (e conselheiros) não têm a menor noção da visão de homem que melhor explica QUEM É O SER HUMANO para eles, quiça sabem que existem tantas visões de homem quanto filósofos de destaque em todas as épocas. Este é um dos motivos pelos quais as pessoas acham que ir ao psicólogo é para "bater papo", e também porque conselhos (mau dados) geram situações ainda piores do que a demanda apresentada. Se você que me lê trabalha com psicoterapia, psicologia, aconselhamento ou qualquer outra prática de cuidado humano, esmere-se em estudar todas as visões antropológicas que puder, sobretudo, defina a que melhor explica o humano para você.
Agora, se você pretende procurar alguém dessas áreas, saiba que há, sim, psicoterapeutas, psicólogos e conselheiros mais capacitados que outros. Estes são os que dominam as teorias e não ficam só reproduzindo jargões para tentar impressionar ou criar expectativas falsas em seus pacientes ou aconselhandos. Ao invés de perguntar para eles qual abordagem adotam, que tal perguntar: quais as bases filosóficas da teoria que ele utiliza? Faça o teste, acho que se surpreenderá.
Ah, antes que me esqueça de responder à pergunta inicial, é assim que eu consigo fazer distinção entre o trabalho pastoral e o psicológico: conheço algumas visões antropológicas e lido com a pessoa humana caso a caso. Meus pacientes e pessoas que já aconselhei podem testificar se em algum momento houve alguma confusão ou dificuldade de me situar dentro da vocação ou como psicoterapeuta.

#antropologia #humano #saudemental #saudeemocional #saudeintegral #psicoterapiaonline #atendimentoonline #psicoterapeuta #psychology


    @aenderborba

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Orar com o Salmo 23

Retratação Pública - 4 anos depois

Nascerá o Sol da Justiça