Homens, não maltratem as mulheres!

Por Aender Borba 



Disse o apóstolo: "não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus ..."
O que não falta hoje em dia são definições sobre o que é o evangelho, apesar disso, não é difícil inferir que só sabre conceituar produz pouco ou nenhum efeito prático na vida de muitas pessoas. Calvino estava absolutamente correto ao dizer que o evangelho não deve estacionar no intelecto, como mero conceito, mas deve descer ao coração. 

É muito bonitinho ouvir o pregador aos domingos (ou a qualquer hora na internet), mas é necessário pedir que o Espírito aplique tal poder a nós, salvando-nos da ingratidão, da ira, da violência, da covardia e do autocentramento. 

Quando um homem maltrata (psicológica, moral ou fisicamente) uma mulher, apenas pelo fato de ser homem, sobretudo se por sua esposa, ele é um covarde. Homens precisam saber que a fragilidade feminina (I Pe 3: 7) não é sinônimo de incompetência, fraqueza ou debilidade, mas de sensibilidade. Mulheres feitas foram a imagem de Deus tanto quanto os homens. A beleza do masculino, como ensina o apóstolo, não consiste em quebrar o feminino, mas si quebrar por causa do feminino, "assim como Cristo amou a sua igreja se sacrificou por causa dela" (Ef. 5:25).


Leia este e outros textos, clique nos ícones abaixo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Orar com o Salmo 23

Retratação Pública - 4 anos depois

Nascerá o Sol da Justiça