Pascoa como evento comunitário

Por Aender Borba

Todo cristão deveria entender que a Páscoa é a principal festa do calendário judaico-cristão. Um dos grandes problemas da cristandade contemporânea é a falta de adesão ao tempo como algo que confira significado para suas vidas. Vive-se o aqui e agora. Na bíblia, vemos que Deus organiza o tempo para seu povo marcando tempos e épocas no decorrer do ano. As festas dos Hebreus estavam todas ligadas ao ciclo agrícola de Israel, costume preservado entre os judeus até os dias de hoje. 

Como disse certa vez o Pr. Guilherme de Carvalho: "Cada sociedade tem uma forma de organizar o tempo. Cada um imprime no calendário sua forma de ver o mundo". Nosso calendário, por exemplo, é marcado por datas cívicas e comerciais ditadas pelo Estado e pelo Mercado.
Entre os Hebreus, após 430 anos de cativeiro no Egito, Deus deu as festas para instruir o povo sobre como deveria ser a vida na nova terra (Canaã). Tudo começa com um grande livramento narrado no livro de Êxodo, a Páscoa, que em hebraico significa "Passagem".

A diferença da celebração da Páscoa por um cristão e um pagão é que o primeiro celebra um evento real e não um conto mitológico ou uma lenda, ele
reconhece que os sinais da graça divina estão dados na natureza. O segundo, por sua vez, está apenas ligado à lógica vigente do Mercado e do Estado ou vive alienado de si mesmo, por isso é capaz de irracionalmente aceitar que um coelho seja capaz de botar ovos.

Uma pessoa que perde o seu passado, perde a sua identidade. Sem memória, ela não consegue se identificar com nada e ninguém, pois a experiência de continuidade é fundante da nossa experiência identitária. As datas mais importantes para um cristão devem conectar sua vida com a eternidade e não com a natureza, ou com o Estado, ou com o Mercado. O calendário cristão nos ajuda a não perdermos de vista os atos de Deus na história.

Em Belo Horizonte, os santos da Igreja Esperança entendem que a Páscoa é um evento que integra nosso passado, presente e futuro, por isso instruímos nossos filhos e toda a comunidade numa linda experiência de imersão de quatro dias nos significados da festa, bem como na devoção pela dádiva do Cristo que se entregou na cruz satisfazendo em sua carne a justa ira de Deus.  

Quais são as datas mais importantes para você?