Marca

      Algumas noites trabalhando em algo que pudesse traduzir o que faço me levaram a criar esta imagem, que doravante, devo utilizar como forma de expressar minha profissão, minhas experiências, minhas crenças e minha visão de mundo. 
      Baseado no texto do evangelho de Mateus, capítulo 6, versículos 25 a 34, busquei uma inspiração para representar visualmente as coisas que mencionei acima. 
      A exposição de Jesus em seu chamado "sermão da montanha" desde muito tempo tem me provocado e me levado a pensar a vida de uma maneira diferente da que a modernidade tenta impor. Não que eu não goste, ou melhor, não que eu já não esteja adaptado à vida urbana, mas há algum tempo tenho me permitido lançar um olhar sobre a criação de forma a me emocionar. 
      Deixei de lado a necessidade de uma carga adrenérgica que muitos acreditam ser a única, ou pelo menos, a maior maneira de sentir grandes emoções e passei a aferir minha sensibilidade para me emocionar com a criação. Exatamente como o texto do evangelho propõe. 
      Creio que existe uma "psicologia" por trás da simplicidade, da modéstia, da beleza, da bondade, da hospitalidade, da justiça, do amor, da espiritualidade, etc. Por isso, respeitosamente, coloco o Psi atrás e "entre", que é o lugar por excelência da Psicologia, o lírio e o pássaro, alvos da ação graciosa da bondade de Deus.
      Aos leitores desse site, apresento-lhes e compartilho um pouco das coisas que me marcam e que agora utilizo como marca.